Tour integração de redações I

Como integrar redações off e on-line? Qual é a melhor arquitetura para acomodar essas equipes? Como treinar esses profissionais? Como organizar a produção? Perguntas como essas povoam o dia-a-dia das lideranças nas maiores redações de jornais do mundo. Para ajudar na busca de soluções e aprofundar essa discussão, a Ifra, associação de jornais que estuda novas tecnologias e processos de produção, reuniu um grupo de 13 editores de várias regiões do mundo para uma visita guiada ( e no formato fast-food ) a redações européias que já testam formatos de integração entre suas equipes.

Em uma semana visitamos cinco redações integradas e o grande aprendizado foi ver que não há resposta nem modelo pronto a ser importado. Quem está praticando a integração sabe que há muito ainda o que fazer. E todos concordam que vivemos hoje uma fase de transição do modelo de negócio que ainda pode significar outras mudanças na forma de produção já já.

Desembarcamos na primeira redação em Copenhagen, Dinamarca, no dia 14 de janeiro para visitar os dois jornais do grupo JP/ Politiken Hus. O Ekstra Bladet é o jornal popular da organização e a integração acaba de chegar com a transferência dos editores do online para a redação do impresso. Sentados lado a lado, os responsáveis pelos dois produtos negociam que matérias irão para o online e quais ficarão só no papel, além de coordenarem conjuntamente a produção multimídia.

O tablóide tem uma circulação de 170 mil exemplares e o site é o mais lido do país com uma audiência de 1,3 milhão de visitantes únicos. Só como referência: o Globo Online teve 3,8 milhões de visitantes únicos em março. A produção do site, no entanto, continua independente. A grande aposta do jornal é o Nationen! sua rede social com jornalismo participativo, lançada em junho de 2007 e que já conta com 40 mil usuários cadastrados. Parte do conteúdo enviado pelos usuários é selecionado e publicado em duas páginas diárias do impresso.

Na redação do Politiken, a integração chegou em 2007 com novo projeto gráfico e reestruturação na produção para fazer frente ao avanço dos gratuitos, já que a circulação do quality paper do grupo havia caído de 150 mil para 130 mil no período de 1995 a 2006 (a população na Dinamarca é de 5,4 milhões).

A equipe de 80 jornalistas foi dividida em duas. Uma delas passou a ser chamada de Overview News e trabalha com 40 profissionais produzindo notícias factuais para o tempo real do site e para o jornal impresso. Os outros 40 jornalistas são responsáveis pelas reportagens especiais e investigativas (Insight News), que também vão antes para a internet como forma de promover a edição impressa. Segundo o editor-chefe Jesper Friis
, com a mudança, a equipe passou a planejar mais a produção e deixou de ser refém do fluxo de notícias, conseguindo mais furos de reportagem e impulsionando a venda diária de jornais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s