A redação do futuro, pelo grupo Gannett

O grupo Gannett, um dos maiores do setor de comunicações dos EUA com dezenas de jornais e revistas, anunciou há pouco mais de uma semana que vai promover uma ampla reformulação de suas 89 redações para que haja uma distribuição 24/7 de seu conteúdo em diversos formatos emaior proximidade com o conteúdo local.

O nome do projeto é Centro de Informação e passa por uma integração maior entre papel e online e uma atenção redobrada em relação aos desejos de notícias dos leitores. Num memorando para todos os funcionários do grupo (veja aqui), o CEO Craig Dubow, ressaltou a importância desse projeto para fazer jornais “mais fortes” e atender às demandas dos anunciantes. “Vamos entregar conteúdo para celular, vídeo e onde mais seja possível no futuro, precisamos nos preparar já para isso”, reiterou. O documento no entanto não explica como seria esse projeto nem como funcionaria na prática esse Centro de Informação. Os editores da empresa foram comunicados da mudança num seminário em outubro. Já foram feitos teste em três redações, segundo ele, com suceso.

O discurso é mais do mesmo de sempre. A circulação cai, a receita também e é preciso entregar mais valor no mundo online para envolver agências de publicidade e anunciantes nesse negócio.

O que eu gostaria de saber é como fazer para atingir esse ousado objetivo. É essa a pergunta que ninguém conseguiu responder até agora.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s