O jovem e sua segunda vida

Na tal entrevista aberta com os jovens a única frase deles que me impressionou foi a de uma moça de 17 anos, classe média, bastante esclarecida e com nível de renda altíssimo, que declarou ler jornal todo dia de manhã (???) e que diz passar o dia conectada com seu blackberry (aquele telefone celular que tem teclado e opção de conexão wireless para web).

– Ah, o Google para mim é onde a Internet começa. É um grande filtro para o mundo.

O curioso disso é que o Orkut , ferramenta da empresa mais focada no público jovem – e de grande sucesso no Brasil -, nem é citado pelos caras. Para eles é só mesmo um buscador de notícias, imagens e arquivo. O grande barato de interação da garotada é o Facesbook.com, o MySpace.com (o orkut do Murdoch) e o SecondLife.com.

Este último então é o mais louco de todos: parecido com o game The Sims, nele vc pode criar uma realidade paralela à sua e interagir com outras pessoas, tão desocupadas e neuróticas como você, em tempo real. Os criadores e gerenciadores desse grande surto coletivo faturam com publicidade criada especialmente para esse mundo virtual e que atrai os grandes players como as indústrias de alimentos e montadoras.

Comentário da VP e editora-chefe da MSNBC, Jeniffer Sizemore, sentada ao meu lado:

– Meu Deus, eu mal consigo dar conta da minha vida real, que dirá se eu ainda tivesse uma outra virtual.

Faço das palavras dela, as minhas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s